Benefícios integrantes da Seguridade Social

O Seguro Desemprego é um benefício integrante da Seguridade Social, garantido pelo art. 7º da Constituição Federal, e tem por finalidade promover a assistência financeira temporária ao trabalhador desempregado, em virtude da dispensa sem justa causa. Além de conceder o seguro desemprego, o programa destina-se, também, a auxiliar os trabalhadores, em geral, na busca de novo emprego, podendo, para este efeito, promover ações integradas de orientação, recolocação e qualificação profissional.

Quando o trabalhador é dispensado sem justa causa, ele recebe do empregador o Requerimento do Seguro Desemprego (RSD) e a Comunicação de Dispensa (CD) devidamente preenchido. Esses documentos serão encaminhados pelo trabalhador a partir do 7º até o 120º dia, subsequentes à data da sua dispensa a um posto de atendimento do Ministério do Trabalho e Emprego ou na Caixa Econômica Federal, junto com outros documentos, como Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS) e os dois últimos recibos de pagamento de salário (Contracheques ou Holerite). Veja abaixo os documentos necessários.

Documentos Necessários

O trabalhador deverá apresentar os seguintes documentos para o requerimento do Seguro Desemprego:

a) documento de identificação: Carteira de Identidade ou Certidão de Nascimento, Certidão de Casamento com o protocolo de requerimento da identidade (somente para recepção), Carteira Nacional de Habilitação (modelo novo), Carteira de Trabalho (modelo novo), Passaporte e Certificado de Reservista;

b) Cadastro de Pessoa Física (CPF);

c) Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS);

d) Documento de Identificação no Programa de Integração Social (PIS) ou Programa de Patrimônio do Servidor Público (PASEP);

e) Requerimento do Seguro Desemprego (RSD) e Comunicação de Dispensa (CD);

f) Termo de Rescisão do Contrato de Trabalho (TRCT), homologado quando o vínculo for superior a um ano;

g) documentos de levantamento dos depósitos no Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) ou extrato comprobatório dos depósitos;

h) no caso do requerente não ter recebido as verbas rescisórias deverá apresentar certidão das Comissões de Conciliação Prévia, Núcleos Intersindicais, (certidão da justiça ou relatório da fiscalização).

Portaria regulamenta revisão de benefícios do Governo Federal

O cálculo de contribuição para o INSS 2020 é feito segundo a alíquota por classificação de modalidade de ocupação que toma como base de cálculos o valor do salário mensal ou o valor de renda informado. Para chegar ao valor que o contribuinte deve pagar, é preciso fazer o cálculo respeitando a tabela específica, sendo assim, cada pessoa, empresa ou órgão saberá como e quanto deve recolher para a Previdência Social. Sem as informações da tabela de percentuais, não haveria como calcular o valor exato da contribuição.

Ser um contribuinte do INSS é fundamental para garantir aposentadoria, auxílio-doença, auxílio-maternidade e sem essa cobertura, ainda que não seja o valor que gostaria de receber, é imprescindível contar com o INSS, pois é um órgão oficial. Além da contribuição para o INSS, quem tem condições de contratar um plano de previdência privada, que é uma aposentadoria programada, pode na aposentadoria ter recurso financeiro adicional, mas não deve abrir mão da Previdência Social.

Confira os percentuais referentes aos contribuintes facultativos e individuais, considere aqui os autônomos e profissionais liberais.

  • Para salário de R$ 788,00 a alíquota de recolhimento é de 5%. Específica para microempreendedor individual e autônomos de baixa renda.
  • Recolhimento para o Plano Simplificado de Previdência com ganhos de R$ 788,00 contribuição de 11%.
  • Acima de R$ 788,00 até R$ 4.663,75 a alíquota é de 20%.

Tabela INSS 2020 para empregados registrados com carteira assinada, profissionais do setor doméstico e avulso.

  • Pessoas que recebem até R$ 1.399,12 desconta 8%. A partir desse valor até R$ 2.231,88 alíquota de 9%.
  • Para quem recebe de R$ 2.231,88 até R$ 4.663,75 a contribuição que deve ser paga é em sobre a alíquota de 11% por cento.

O cálculo pode ser realizado online no site da Previdência Social.

Pós-graduação em Contabilidade Previdenciária

Contador que é contador tem que saber dominar quase todas as áreas específicas da contabilidade para nenhum número sair pela culatra, principalmente quando se trata de recursos humanos. E se tem uma área bem delicada de lidar no RH é a previdência. Na específica contabilidade previdenciária, o contador controla aquilo que é imposto pelo Estado, mostrando onde a empresa não deve cometer erros e ser correta com as garantias sociais de seus funcionários.

Além da previdência social, as empresas podem optar por pagar junto com seus colaboradores outro tipo de previdência: a privada. Porém esta tem regulamentos e normas específicas, sujeita a auditorias e fiscalizações, como a social passa junto aos Estados. Da mesma forma, seja lidando com previdência social ou privada, o contador interessado nessa área deve se especializar e dominar todas as leis possíveis.

O primeiro passo é o profissional entender bem sobre contabilidade e finanças, procurando fazer antes pós-graduação à distância ou presencial. Feito isso, é aconselhável o contador procurar instituições com cursos da área e que tenham pós-graduação em contabilidade previdenciária. Sempre é bom o interessado pesquisar sobre a qualidade do curso onde quer estudar. Isso pode ser feito em fóruns de debate de contabilidade, sabendo detalhes da instituição no site do Ministério da Educação ou até mesmo vendo o que andam dizendo daquela escola nas redes sociais.

Além de poder trabalhar com contabilidade previdenciária dentro do RH de empresas do setor privado, o contador dessa área também tem espaço no funcionalismo público, prestando concurso para ingressar na Previdência Social ou até mesmo na contabilidade de outros órgãos estatais. Caso o interesse seja menos específico, apenas com uma pós-graduação em contabilidade e finanças, o contador conseguirá muitas oportunidades no mercado, mas na previdência ele poderá ser mais valorizado e se tornar referência dentro da sua área.

Como saber que um benefício INSS foi concedido?

Após realizado o acesso do usuário pelo cadastro no portal é possível encontrar outra função no site que é a emissão do extrato de pagamento de benefícios concedidos pelo INSS 2020.

Além disso, o segurado tem acesso a consulta de informações sobre o pagamento de aposentadoria por idade, aposentadoria por contribuição, auxílio doença, auxílio acidente, pensão por morte e etc.

Depois do segurado ter feito o pedido do benefício desejado, é possível que o mesmo acompanhe a liberação ou não do benefício através dessa página https://sipa.inss.gov.br/SipaINSS/pages/consit/consitInicio.xhtml.

Para saber a situação do seu benefício é só informar o número do benefício, a data de nascimento, o nome do beneficiário, o número do CPF e o código de segurança. Ao final clique em “visualizar” e aparecerá na tela a situação que seu benefício se encontra.

Meu INSS e seus serviços

O extrato benefício INSS é apenas um dos serviços apresentados pelo portal do INSS. Caso você precise realizar outra atividade saiba que no Meu INSS é possível ter acesso a:

  • Declaração de regularidade de contribuinte individual
  • Carta de Concessão
  • Localização de agências
  • Consulta de declaração de benefício nada consta
  • Consulta de revisão de benefício
  • Agendamento de perícia médica para aposentadoria e auxílios
  • Serviço de agendamento de atendimento online à previdência social.

Lembrando que esse rol é meramente exemplificativo e que fora esses serviços, o portal ainda apresenta muitos outros. Se o segurado declara imposto de renda pode entrar no site da previdência social e emitir o extrato imposto de renda dos benefícios que recebeu nos últimos 9 anos.

É só entrar no link ao lado https://extratoir.inss.gov.br/irpf01/pages/consultarExtratoIR.xhtml e preencher o ano calendário, número do benefício, data de nascimento, nome do beneficiário, número do CPF e o código de segurança.

Após digitar tudo isso, clique em “consultar” e será gerado um relatório que conterá os comprovantes pagos de rendimento e o IR retirado na fonte referente ao ano que foi solicitado.

Por que o salário mínimo subiu 115% em 10 anos, mas aposentadoria só 81%?

Salário mínimo – Como todos sabem é o menor valor em lei que a empresa pode pagar por seu funcionário., tal valor é estabelecido e reajustado pelo governo federal com o intuito de melhorar a qualidade de vida e o poder de compra de muitos profissionais que são remunerados pelo mesmo.

Atualmente o valor do salário mínimo 2020 estar em torno de R$ 998,00 reais, o que deixa muitas pessoas aliviadas por ter uma quantia a mais para sustentar a família e pagar as dívidas. Muitas empresas além de pagar o salário mínimo beneficiam o empregado com auxilio transporte e alimentação.

A história do Salário Mínimo vem desde séculos passados no qual, trabalhadores exerciam as funções profissionais em grandes empresas e em indústrias em troca de poucos cruzeiros de alimentação e até mesmo para não ser a escora da sociedade, com o passar do tempo o governo brasileiro veio se amadurecendo e estabelecendo economicamente, a partir daí o governo começou a fazer pelos cidadãos brasileiros como:

  • Aumentos e variação de salário dependendo do cargo;
  • Carga horária de trabalho;
  • Benefícios;
  • Melhor qualidade de trabalho.

Reajuste do Salário Mínimo

Anos após anos os trabalhadores brasileiros ficam na espera do reajuste salário mínimo 2020 para que assim ele possa ganhar um percentual a mais do que ganha atualmente, porém não é simples assim fazer o reajuste, para existe uma série de fatores PIB entre outros que influencia de forma direta na economia do Brasil.

Sempre a reajuste do salário mínimo no início de ano, que é quando o calendário de pagamento fecha e o governo contabiliza o quanto foi à economia do Brasil, logo após o governo dá à proposta de aumento, é ficar só na espera do congresso nacional aprovar e fazer o reajuste, que pode ser feito entre fevereiro a março.

Para você ter uma ideia de quanto o reajuste é importante na vida dos brasileiros, que uma pesquisa feita com dados do IBGE contabilizou que mais de 46 milhões de pessoas recebem um salário mínimo.

No final do ano de 2019 o governo federal publicou o valor salário mínimo 2020. Informando que houve um impacto de R$ 328 milhões em contas públicas de todo o Brasil e houve correções de benefícios aos previdenciários.

Salário Mínimo

Logo abaixo você pode conferir o histórico de reajuste no valor do salário mínimo 2020 desde os anos 2000 e fazer um comparativo até os anos atuais:

  • Ano 2016 – Valor R$ 880,00;
  • Ano 2015 – Valor R$ 788,00;
  • Ano 2014 – Valor R$ 724,00;
  • Ano 2013 – Valor R$ 678,00;
  • Ano 2012 – Valor R$ 622,00;
  • Ano 2011 – Valor R$ 540,00;
  • Ano 2010 – Valor R$ 510,00;
  • Ano 2009 – Valor R$ 465,00;
  • Ano 2008 – Valor R$ 415,00;
  • Ano 2007 – Valor R$ 380,00;
  • Ano 2006 – Valor R$ 350,00;
  • Ano 2005 – Valor R$ 300,00;
  • Ano 2004 – Valor R$ 260,00;
  • Ano 2003 – Valor R$ 240,00;
  • Ano 2002 – Valor R$ 200,00;
  • Ano 2001 – Valor R$ 180,00;
  • Ano 2000 – Valor R$ 151,00.

No ano de 2019 ocorreu uma mudança gradativamente alta indo para R$ 998,00 e já há repercussões que em 2020 não aumente tanto devido à crise financeira que o Brasil está passando, o que faz muitos trabalhadores guardarem uma porcentagem mensalmente, para que já tenha uma grana guardada para necessidade.

Após anos de trabalho o trabalhador brasileiro fica velho e acaba não podendo mais exercer as funções profissionalizantes, porém ele pode continuar recebendo um salário mínimo 2020 devido ao INSS pago pelo mesmo durante todo esse ano e usufruir dessa renda mensal até o resto de sua vida, por lei os previdenciários não podem receber menos que um salário mínimo.

Bolsas de estudos para alunos em diversas modalidades de ensino

O Educa Mais Brasil é um programa que tem o intuito de oferecer bolsas de estudos para alunos em diversas modalidades de ensino. Caso você tenha interesse em concorrer às bolsas do Educa Mais Brasil 2020, saiba como o processo seletivo funciona.

Quando temos o auxílio financeiro de uma bolsa de estudos tudo fica mais acessível. Ainda mais porque nos dias atuais os valores das mensalidades dos cursos em instituições particulares são bem altos. 

Uma ajuda financeira para que possamos iniciar um curso de qualificação faz toda diferença. Existem vários brasileiros que já foram beneficiados com as bolsas desse programa e você pode ser o próximo, entenda como é a política de seleção e como efetuar a sua inscrição para concorrer.

Inscrição Educa Mais Brasil 2020

Todo o procedimento para participar e concorrer às bolsas ocorrem pela internet, não tem nenhum atendimento presencial para que você possa fazer as etapas. Inscrição programa Educa Mais Brasil 2020 está disponível no site e deixamos as instruções abaixo que mostram como funciona:

Faça sua inscrição pela internet.

  • Entre no site do programa Educa Mais Brasil: https://www.educamaisbrasil.com.br/
  • Você precisa selecionar a modalidade de ensino que deseja realizar o curso;
  • Feito isso, pesquise na sua região quais são as instituições de ensino conveniadas e quais cursos elas estão oferecendo;
  • Após selecionar a instituição e o curso, o próximo passo é efetuar a sua matrícula.

As inscrições são gratuitas.

Para que a matrícula possa ser confirmada e a sua bolsa possa ser garantida é necessário realizar o pagamento da primeira mensalidade, esse pagamento será feito para o programa Educa Mais Brasil e não para a universidade.

Depois que o pagamento é confirmado, o aluno tem que procurar a instituição de ensino para fazer sua matrícula junto com a concessão da bolsa de desconto no curso desejado.

O procedimento é bem simples e no site tem todas as instruções que você precisa saber. Em caso de dúvidas maiores, não deixe de entrar em contato com a central de atendimento. A central de atendimento tem uma equipe dá para tirar todas as suas dúvidas.

Entre em contato pelo Telefone Educa Mais Brasil: 0800 724 7202

Modalidades de cursos no programa Educa Mais Brasil

Conforme mencionado anteriormente, existem várias modalidades de os cursos que são abrangidos pelo programa. Abaixo listamos quais são eles:

  • Graduação;
  • Pós-graduação;
  • Cursos técnicos;
  • Cursos de idiomas;
  • Cursos preparatórios para concursos públicos;
  • Cursos preparatórios para o Enem e vestibulares;
  • Cursos para educação jovens e adultos.

São muitas oportunidades para que você possa correr atrás de uma bolsa de estudos para auxiliar na sua qualificação profissional. Não deixe essa oportunidade passar, o mercado de trabalho está muito concorrido e você precisa ter um currículo atraente para que as oportunidades se abram para você.

Essas são algumas instituições de ensino conveniadas com programa:

  • Estácio de Sá;
  • Universidade de Franca;
  • Pitágoras;
  • Universidade Salvador;
  • Faculdade de Macapá;
  • Universidade Paulista;
  • Universidade Cruzeiro do Sul.

As bolsas Educa Mais Brasil 2020 podem oferecer até 70% de desconto. Vale a pena conferir as oportunidades concedidas pelo programa.

Como declarar carência em exames

Vamos a partir de agora enxergar todos os candidatos do ENEM 2020 reunidos em um só lugar, milhões de pessoas, imagine o quanto de espaço que todas essas pessoas iriam ocupar?! Pois é, no ultimo ENEM foram escritos mais de 6 milhões de pessoas que realizaram suas provas em todo o País. O ponto focal aqui é que dessas 6 milhões de pessoas que se inscreveram, muitos foram os de famílias pobres enquanto outros foram de família de classe média e outros de classe média alta também se inscreveram. O ENEM tem esse efeito, não importa sua classe social, você deve se inscrever. Mas diante de toda a infraestrutura desenhada pelo INEP e o MEC para que o Exame seja realizado, há custos sobre isso e estes custos, naturalmente é cobrado do aluno/concluinte que deverá pagar uma taxa de inscrição para participar do Exame.

No entanto entra em cena as pessoas que não tem condições financeiras de pagar a taxa de inscrição, mesmo que seja uma taxa de valor relativamente baixo, mesmo assim há pessoas que merecem atenção especial. Essas pessoas são as mais guerreiras e que merecem elogios por fazerem o esforço de tentar obter uma boa nota no ENEM 2020. Bom, vamos falar mais dessas pessoas que podem declarar carência mais abaixo. Siga a leitura.

Declarar Carência na Inscrição do ENEM

Falávamos das pessoas que não tem condições de pagar a taxa de inscrição do ENEM 2020, e justamente são essas pessoas quem pode declarar carência. Essa declaração de carência ocorre no ato da inscrição, apenas alguns passos antes de concluir sua inscrição. Então as pessoas que podem declarar carência, em suma, são aquelas que são de classe baixa, ou os que estão cadastrados no programa do Governo Federal de Baixa Renda. Tendo assim o seu Número de Identificação Pessoal (NIS), e participando de programas do governo como o Bolsa Família. Mas os candidatos que pretendem garantir sua isenção da taxa devem ficar de olho no edital do ENEM 2020, para saber de todas as informações exatas que estarão sendo disponibilizadas daqui a algumas semanas. Mas afinal, como Declarar Carência nas inscrições do ENEM 2020?

Como Declarar Carência

A Carência pode ser Declarada através do site do INEP (http://www.inep.gov.br/). No ato do seu cadastro, o ideal é estar atento a cada passo da inscrição do ENEM 2020, para que não perca a chance de garantir sua Carência, ou isenção da taxa.

Pouco antes de concluir sua inscrição você deverá clicar sob a opção “Declarar Carência”. Ao clicar será apresentado a você uma tela com os termos que você deverá aceitar e cumpri-los. Note que estes termos devem ser lidos prontamente, não os ignore como talvez faça ao instalar um programa de computador, quando aceita os termos sem ler todos os termos de uso. Da mesma forma, você deve ler os termos exigidos pela entidade para que entenda do que precisará para garantir sua taxa de isenção para o ENEM 2020.

Definitivamente você não vai querer perder esta chance. Após concluir o processo de declaração de carência você receberá a notícia se foi aprovado ou não neste processo de isenção, através de uma lista que será divulgada dos aprovados (deferidos) e reprovados (indeferidos).

Prioridade de jovens aos 18 anos não é mais a CNH Social

Muitos brasileiros não sabem que podem obter a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) gratuitamente. Caso você não tenha condições financeiras de pagar por uma, então você poderá solicitar a CNH Social. Quer saber como fazer isso? Acompanhe nossa postagem e fique por dentro de todos os detalhes sobre a habilitação grátis.

A CNH SOCIAL é um programa criado em 2011 pelo governo para ajudar os milhares de brasileiros que precisam se locomover conduzindo algum veículo automotor. Conhecida também pelo nome de CNH POPULAR, o cidadão não pagará nenhuma taxa para a sua emissão, além de contar com outros serviços como alteração ou inclusão de uma categoria.

Carteira de Habilitação Gratuita

A CNH SOCIAL é parte do projeto Incluir e desde sua criação já beneficiou inúmeros brasileiros. O cidadão ainda encontra alguns benefícios especiais caso queira trabalhar como frentista, motoboy ou condutor de ônibus.

Conseguir sua CNH SOCIAL é uma ótima chance para aqueles cidadãos que precisam de uma outra oportunidade profissional ou que simplesmente querem entram no mercado onde o principal fator seja a condução de um veículo.

Qual o valor a ser pago?

A CNH SOCIAL é totalmente gratuita. Nenhum valor pode ser cobrado por sua emissão.

Esse programa foi criado para beneficiar justamente aqueles que não possuem condições financeiras para emitir o documento, logo, não faz sentido esse serviço for cobrado.

Se alguém cobrar algum valor pela emissão deste documento, o cidadão poderá fazer a denúncia ao poder público que tomará todas as providências necessárias.

Requisitos

Por ser um programa destinado a pessoas que possuem baixa renda, para poder participar é necessário que o cidadão preencha pelo menos um dos requisitos exigidos além do obrigatório.

O requisito obrigatório e que já classifica ou não o candidato para a próxima fase é possuir renda familiar bruta de, no máximo, dois salários mínimos.

Veja abaixo a lista de requisitos que o cidadão precisa atender somente um deles:

  • Comprovar que esteja desempregado por pelo menos 1 ano;
  • Não possuir nenhum tipo de registro na carteira de trabalho – esta deve ter sido expedida há mais de um ano;
  • Ser beneficiário de algum programa do governo como o Bolsa Família;
  • Estar matriculado e frequentando as aulas na rede de ensino público;
  • Já ter passado pelo Sistema Prisional alguma vez na vida;
  • Possuir algum tipo de deficiência física;
  • Ser algum pequeno agricultor com renda familiar bruta mensal de até 2 salários mínimos.

Lembre-se: para você solicitar a CNH SOCIAL é preciso atender a apenas um desses requisitos além do obrigatório.

Inscrição

O governo ainda não está recebendo inscrições para a CNH SOCIAL, mas mesmo assim nós resolvemos te explicar como elas são feitas e trouxemos alguns exemplos para você conhecer.

As inscrições são realizadas geralmente nas unidades do DETRAN de cada estado. Em alguns estados já é possível realizá-las pela internet, por exemplo, os estados do Espírito Santo e Pernambuco.

O DETRAN do estado de Pernambuco possui um site com uma sessão voltada a emissão da CNH SOCIAL. Neste site você realiza a sua inscrição, além de solicitar outros serviços.

O mesmo acontece com o DETRAN do Espírito Santo que também possui um site exclusivo para o programa de emissão da Habilitação Gratuita. No site você faz a sua inscrição e ainda acompanha todo o processo e resultado.

Fique de olho em nosso site. Assim que as inscrições para a CNH SOCIAL forem abertas, nós traremos as novidades nesse post.

Vale a pena ter consultoria em links pagos do google?

Vale a pena ter consultoria em links pagos do google? A Blueberry é uma empresa certificada pelo Google. Trabalhamos há vários anos com gerenciamento e otimização de campanhas nos links pagos do Google. Gradualmente, fomos acumulando casos de sucessos de vários clientes nossos. Você também poderá usufruir de nossos trabalhos com Adwords. Confira abaixo o que fazemos nas contas dos anunciantes.

Como gerimos uma conta Google Adwords

Nós abrimos guerra contra os cliques caros. Isso mesmo, com frequência, conseguimos cliques a 3, 5 ou 6 centavos para nossos clientes. Desta maneira, eles poupam rios de dinheiro no Google. Isso é importantíssimo para qualquer orçamento de marketing.

Consultoria em google ads
Consultoria em google ads

O índice (quality score) das palavras costuma subir, 1, 2 ou 3 pontos. E continua subindo. Qual é a definição de índice (quality score)? É a nota que o Google dá para cada palavra-chave. Esta nota influi em várias áreas da conta Adwords, e caso seja alta, ajudará nos cliques, preços, posicionamento dos anúncios, etc.

Acabamos com obstaculos que “matam” a qualidade de suas campanhas. Tais erros nem sempre são simples ou habituais, mais podem ser obstaculos complexos. Raramente, pegamos uma conta que já esteja bem otimizada. Normalmente, os problemas são bastante e às vezes sobremaneira graves. Vamos “zerar” os obstaculos gradualmente, conforme os dias. Vamos analisar a gravidade de cada erro e ir efetuando as correções.

Usaremos técnicas complexas para atrair possíveis clientes para sua empresa. Aprendemos com o tempo que não basta conquistar clicks. É necessário haver uma qualidade mínima neste tráfego. Conquistar visitas segmentadas é o segredo do êxito para divulgar no Google.

Mantemos o cliente informado sobre o desempenho de sua conta. enviamos relatórios por semana e por mês. Avisamos sobre problemas, obstaculos, etc. Desta maneira, o cliente não necessariamente precisa se perguntar: “Será que está tudo certo com minha conta? Será que meus anúncios estão aparecendo?”. Entre outras questões. Isso será problema nosso.

Trabalhamos com preço justo. Infelizmente, há muitos exploradores por aí. Querem ganhar mais dinheiro que o Google, sendo que poderiam debitar um valor justo. Eles sabem que está havendo muita procura de anúncios no Google. Assim o mercado fica distorcido, pois as empresas perdem a fé no Google, devido ao alto valor de gerenciamento. Cobramos um preço justo por um excelente serviço prestado. Este valor, é poupado dentro da campanha bem administrada. Normalmente, conseguimos fazer o cliente poupar muito mais.

Vamos começar os primeiros passos? Que tal começar agora?

Contate-nos agora! Gerenciamos sua conta Adwords. Atendemos em qualquer parte do Brasil.